segunda-feira, julho 03, 2006

E

quando o Cristiano Ronaldo correu para a bola e marcou o último penalty, eu emocionei-me, pulei, gritei e abraçei-me a ele!
Ele já tinha os olhos cobertos de lágrimas.
A caminho de casa, a festa fazia-se na rua. Os carros não passavam e tive de fazer o resto do caminho a pé.
Passei pelo meio da festa, e emocionei-me novamente, desta vez tive de fazer um esforço para as lágrimas não começarem a cair. Orgulhei-me da minha nação, do meu País, e não era só eu, eramos todos!

4 comentários:

M&M disse...

Nao me pergutem porque, mas arrepiei-me a ler este post.... foi uma sensaçao muito boa esta vitoria... tal como a uniao das pessoas... lindo!

Cris disse...

Acho que desta vez todos nos emociona-mos. No sábado estive num casamento em que o noivo, sim o noivo, proibiu que se levasse televisão, disse que não queria futebol no seu casamento.
Conclusão...ninguém levou televisão, porque o noivo não queria...muitos saíram durante o almoço para irem assistir ao jogo num café, em casa...todas as mesas tinham pessoal a dividir phones, tudo sentado, apenas noivo e noiva em pé a tentar falar com o pessoal. Quando acontecia alguma jogada perigosa, comentávamos entre mesas...assim que o jogo foi para penalties, N pessoal a caminho da cozinha...reparei que um Sr. na mesa à minha frente tinha uma mini, mini tv escondida debaixo de um guardanapo...os penalties foram assistidos nessa mini tv, era o Sr. e só mulheres à volta com phones nos ouvidos...foi um espectáculo...quando o jogo terminou o pessoal todo abraçado e o DJ decidiu pôr a tocar o hino...aí foi emoção total!

tulipa_negra disse...

são estas pequenas (grandes) coisas que nos fazem orgulhar de sermos portugueses!
foram mais de 120 minutos de stress e tensão nervosa (a roçar no ataque cardíaco) mas mais uma vez provámos que temos MUITO valor!!!! também me emocionei imenso ainda mais quando vi a minha mãe a chorar abraçada ao meu pai...

Luís disse...

Mas abraçaste quem? O Cristiano Ronaldo ou o teu marido? De repente fiquei na duvida e achei por bem dizer que a Merche deve ser ciumenta como o caraças!
:-)