quinta-feira, janeiro 04, 2007













Cuba Libre ou uma grande “mentirita”? As opiniões dividem-se, mas numa coisa todos concordam: não é fácil ficar indiferente a um destino que, contradições à parte, continua a cativar mesmo quando parece que nada de novo há a acrescentar. Talvez por isso, a Cuba nunca se dá um adeus para sempre, mas antes um “horita vengo”. Uma vez mais

In Rotas e Destinos



[para mim é mais um Aqui vou eu]

9 comentários:

Cris Marques disse...

Um " horita vengo" ou um "Hasta siempre", mas realmente não se consegue ficar indiferente.
Bjs

Gambozina disse...

Que inveja (da boa)! Estive lá no ano passado e gostei muito. É preciso tentar ver Cuba com outros olhos.

Carla Yu disse...

Posso ir contigo? ;)

Boas férias então!

SC disse...

Uau!
:)

Costinhas disse...

Então Hasta luego!

:)

vinte e dois disse...

Um muito bom fim de semana para ti. Diverte-te! ;)

Belzebu disse...

Espero em 2007 voltar a Cuba. Não sei porquê mas da primeira vez fiquei com a sensação que não vi tudo o que Cuba ttem para ver! Espero desta vez voltar com a mesma sensação!

eheh!! Saudações infernais!

Cris disse...

Eu gostei muito...mas é verdade que temos de afastar o nosso pensamento da realidade da vida deles, para conseguirmos perceber como eles são felizes com a pobreza em que vivem.

Šaяa disse...

Eu trabalho com vários colegas cubanos... eles contam-me cada coisa que custa mesmo a acreditar ser verdade, a realidade deles é uma coisa mesmo do outro mundo.

Fora isso acho que é tudo muito bonito, uma amiga minha já foi lá e adorou. Mas ela também teve lá com pessoas cubanas. Sabes que tens lugares onde os cubanos não podem estar, só os turistas entram.