sexta-feira, março 07, 2008

Há um ano atrás (mais ou menos)

O meu marido inscreveu-se num jogo on-line que funcionava em tempo real.
Tinha uma aldeia com a qual devia desenvolver-se e crescer. Construir infraestruras, produzir cereais, formar tropas.
Tinha o seu exército,mas não queria atactar ninguém, até ao dia em que alguém o atacou.
Pediu-me para fazer um ataque a uma aldeia vizinha, para que os seu tropas, na altura apenas 3, não morressem quando chegasse o tal ataque. E fui eu que fiz o seu 1º ataque. Aquilo correu bem e ele viciou-se.
Os nº de homens cresceu, os ataques também, as armadilhas ficaram mais sofisticadas, até refens se podem fazer.
Depois de algum tempo a jogar sozinho, ele acabou por se juntar a uma aliança. Um nº grande de jogadores que iam crescendo de aliança amiga em aliança amiga até que um dia chegou à aliança de topo.
Diáriamente, ele deitava-se mais tarde, acordava 40 minutos mais cedo, e houve noites em que o despertador tocou para ele ir fazer uns ataques.
Hoje, como sempre, levantou-se 40 minutos mais cedo e foi para o computador jogar.
Quando eu me levanto e o vejo ele diz-me "O jogo acabou, conseguimos atingir o objectivo e ganhamos"
Pergunto-lhe "Estás bem? Então e agora, como vais viver?"

3 comentários:

Gi disse...

E a resposta?
Queremos saber ;)

SM disse...

Viciado!!!
;)
Bjo grande para os dois.

Nostálgica disse...

E o que é que ele te respondeu..?!
Um bjnho.