domingo, março 18, 2012

Ele há muito tempo que diz

se faz favor ou por favor, quando quer alguma coisa. Mas quando se esqueçe eu digo "se" e ele termina com "faz favor".
Ontem em casa dos avós paternos, à mesa, pede por uma fatia de salame.
E eu :
"Se"
E ele:
"lame"
E eu a tentar não rir:
"se"
e ele:
"se-la-me"

2 comentários:

Cris disse...

Como conseguiste não rir...eu aqui sozinha fartei-me de rir. LOL

Carla Isabel disse...

Muito muito muito bom!