quarta-feira, setembro 15, 2010

Cheguei

e tu já não estavas cá.

De coração apertado agarro-me ao que era teu... quero tudo, tudo, como se ao ficar com aquilo que é teu, tu aindas vivas... pelo menos em mim, e nos pedaços que tenho teus, tu estás sempre viva.

Até na chave do teu caixão, que me foi entregue e que guardo como se fosse a joia mais valiosa que possuo, tu vives...

6 comentários:

Gi disse...

E sempre viverá nos vossos corações.
Ela continua bem pertinho de vós.
Beijo e abraço apertadinho.

Cris disse...

Um beijo grande.

Fiquei feliz porque voltaste a escrever aqui. Sinto um aperto por não ter estado contigo nesse dia tão difícil.
Liguei-te, estava desligado...
Fui a tua casa e não estavas...
Não escrevias no blog...

Sei que, caso não seja antes, dia 26 vamos estar juntas. :-)

Costinhas disse...

um beijinho e força

Gambozina disse...

Um beijinho grande.

Carla Isabel disse...

Um beijinho grande querida.

Ângela disse...

Beijinhos Marta.