sexta-feira, setembro 03, 2010

De

mão dada contigo, acariciei-te a testa, vezes e vezes sem conta. Tu apertavas-me a mão com força, como se não me quisesses largar, como se não quiseses abandonar-nos. Não era a hora ainda! Agarraste-me a mão como se te estivesse a agrarrar ainda à vida, à pouca vida que ainda nos resta.
Apetecia-me dizer-te que podias ir, que não fazia mal, que ficariamos bem, desde que tu ficasses bem, em paz. Não o consegui dizer, não conseui porque senti, que tu não querias ir... durante toda a minha vida estive enganada a pensar que quando esta hora chegasse tu nem hesitarias a olhar para trás e lancarias-te de cabeça. Mas afinal não. Tu não queres ir, tu queres ficar, de certa forma, seria mais fácil se sentisse que querias partir, mas por outro fico feliz por sentir que todos nós conseguimos ajudar-te a superar a dor e que o amor que sentimos é mais forte que a vontade de partir. Afinal nós conseguimos de certa forma fazer-te feliz. E isso é o que mais importa.
Beijei-te a testa, vezes e vezes sem conta, olhei para todos os cantos da tua casa e recordei belos momentos em cada um deles.
Conversaste tanto connosco, rimos até, estavas com um sorriso nos lábios, uma expressão bonita, serena, estavas em paz.
Afaguei-te mais uma vez o cabelo e disse-te o quanto gostava de ti. Secalhar disse menos do que sentia, pois tive receio de me ir abaixo e que tu percebeces.
Despedi-me de ti com um último beijo na testa e com as nossas mãos bem apertadas.
Deixei-te adormecer e fechei a porta de tua casa com uma dúvida, será que foi a nossa ultima vez? Será que te vou voltar a ver?

Amo-te mesmo muito! E eu sei que tu sabes isso, vás tu para onde fores, esteja eu onde estiver...

7 comentários:

Costinhas disse...

um beijo

Catarina disse...

Um abraço apertado!

Leãozinho disse...

Um Beijinho grande e força.
A vida tem que continuar, pois que remédio, mas nunca estamos preparados para ver partir quem nos é querido.

Cris disse...

Um grande beijo amiga, entendo tão bem o que estás a sentir.

Cláudia disse...

Porra!!! e não é que hoje me acontece algo do género...

Não. Não será a ultima vez.... Eu pelo menos não quero...

Carla Isabel disse...

...nem sei o que te diga...tenho as lagrimas nos olhos... admiro-te mesmo!

Um beijo grande em ti e na tua avó...que na hora dela ela parta em paz.

Anónimo disse...

caraca veio assim eu chorooooo