quarta-feira, dezembro 16, 2009

Na

segunda-feira foi o último dia de licença do pai.
Ontem foi o 1º dia em que o D. teve de sair de casa cedinho e ficar o dia inteiro sem pai nem mãe.
Quando o tirei da cama, ás 7h da manhã (dormia ferradinho) começou a resmungar, como quem diz "larga-em, deixa-me dormir", mas meti-o no ovo e nunca mais se ouviu.
Só acordou quando o tentei tirar do ovo, já em casa a avó!
Deixei-o a beber o meu leite no biberão ao colo da avó e vim embora! Eu e o pai, um pouco tristes por ter de o levantar tão cedo da cama, ainda por cima com este frio.
Ao fim do dia, quando o fui buscar estava a brincar com o avô, quando me viu, mandou um sorriso daqueles e começou a dar gritinhos e até os braçinhos tremiam de tanta felicidade de me ver. Peguei nele e ele abraçou-se a mim e não me largava, só ria! (tão bom)
O dia sem os pais correu bem, "um anjinho o dia todo" segundo a minha mãe!

2 comentários:

Carla Isabel disse...

E agora imagina: o teu D. ficou com os teus pais e ainda assim vocês ficam com o coração apertadinho...os meus três foram para o colegio...o coração ficava em total desalinho....com o tempo vamo-nos habituando...devagarinho.

Bjs

Cris disse...

Os papás com pena de o deixar e a tua mãe super feliz por ficar com ele! :-) É a vida...