quinta-feira, maio 13, 2010

Agora falando sério, vou à buxa

É que só pode ser mau-olhado... não consigo encontrar outra explicação.
Ora, decidimos contruir casa em 2005 (D-O-I-S M-I-L E C-I-N-C-O), em Abril do mesmo ano, estavam os arquitectos escolhidos e o projecto começou a ter forma. Em Novembro, desse ano, projecto entrou na câmara. Em Outubro de 2007, sim d-o-i-s m-i-l e s-e-t-e, o projecto foi aprovado.
Nesse mês descobrimos que nos faltam 321 metros quadrados que estão no outro lado do muro do vizinho. A casa, ainda cabe, mas os carros não entram na garagem. Os arquitectos têm e "encolher" a casa à pressa, para a obra poder começar.

Em Dezembro, com 321 metros quadrados de terreno a menos e com a casa mais pequena, a obra começa.
Em Abril de 2008, a obra foi embargada.
Em Setembro foi desembargada, mas o empreteiro agora tinha outra obra e nao podia voltar à nossa...
Em Dezembro chega a multa para pagar do embargo...
Em Janeiro de 2009 a Obra Re-começa.
Em setembro, a obra é finalmente fechada (após repetidos roubos)
Em novembro parte da obra inunda.
Em Fevereiro, entra água na casa principal e o chão de madeira levanta
Em Março o anexo volta a inundar
Em Abril mudamo-nos, ainda com o anexo por terminar...
Na 2ª noite, o chão do quarto principal começa a levantar...
No 3º dia mudamo-nos para o quarto do lado, visto o quarto principal deixar de ter chão. Há um cano roto!
Fuga de água resolvida, há que deixar secar o chão para poder colocar novo.
O anexo, entretanto está quase pronto.
Para a semana, iam começar com o novo chão no quarto principal, eis senão quando ontem chego a casa e tenho o corredor em frente à porta do quarto principal com chão em bico! Fiquei a olhar para aquilo sem perceber, como é possível? Se a fuga de água está resolvida, se há mais de um mês que estamos lá o chão estava bom, pq agora? só porque finalmente iamos colocar novo chão? Digam-me lá, só pode ser mau-olhado, não é? Rogaram-me uma praga, não foi? É que não consigo arranjar outra explicação....

Como diz a minha avó, eu não acredito em bruxas, mas que elas existem, existem!

(ninguém conhece nenhuma mésinha contra o mau olhado?)

3 comentários:

Gambozina disse...

Boa sorte... vais ver que é desta que fica tudo direitinho.
(321 metros quadrados do lado de lá do vizinho??? Isso é muita coisa! Não há como recuperares?)

Carla Isabel disse...

:)
Manda benzer a casa!

Bjs

Leãozinho disse...

Ai vais à buxa?! Então és daquelas a quem as chatices abrem o apetite. Eheheh!!!

Agora a sério, como diz o ditado: "não há mal que sempre dure ou bem que nunca acabe" ou é ao contrário, não sei, mas dá no mesmo.