sexta-feira, março 24, 2006

À

porta do metro, vi um aglomerado [fora do normal] de pessoas.
Pensei Não me digas que andam à pancada outra vez?
Olho melhor, vejo as pessoas demasiado excitadas, no meio o rapaz muito assustado.
Pronto, roubou e agora está a sofrer as consequências
Consigo perceber algumas das suas palavras, ouço: Tenham calma, tenham calma.
E as pessoas rodeavam-no cada vez mais...

Por fim percebo que estavam a oferecer iogurtes juntamente com um desses jornais diários gratuitos.

O rapaz era quem estava a distribuir os iogurtes!

8 comentários:

Gambozina disse...

:)))) Há empregos difíceis! Será que sobreviveu à avalanche de pessoas sem danos?

tulipa_negra disse...

ahahahahaaha
por acaso também me ofereceram um iogurte à saída do metro. porém não havia confusão nenhuma...
é curioso, quando oferecem algo grátis na ruas, é ver as pessoas a correr como formiguinhas. Ainda dizem que o português é desconfiado! ;-)

Cris disse...

: ) é tipico do Tuga!

flores disse...

E ñ havia senhas (aquelas do talho) p/ tirar? É q com certeza ajudaria no meio do caos.

Catarina disse...

Grátis é uma palavra mágica!

Šaяa disse...

Lol !!! E nao foste tambem para a confusao para conseguir um iogurte??? :) Devia ser mesmo bom... para tanta confusao.

Gi disse...

Quando estava no centro à hora de almoço cheguei a chegar ao trabalho com 3 iogurtes, e não ia ter como os moçinhos ;)

Luís disse...

continuo a achar que perco imenso por não andar de metro... e ofereciam a colherzinha tb pa comer na altura?