quinta-feira, setembro 08, 2005

Parabéns à maninha

A minha irmã faz hoje 22 aninhos. Tantos…
Lembro-me deste dia há 22 anos atrás. Os meus pais tinham saído de manhã cedo, a minha mãe estava grávida de 8 meses e estava cheia de febre. Voltaram a casa antes do almoço. A minha mãe disse-me:
- A mãe tem de ir buscar a mana. Se a mãe não voltar a casa hoje, não chores. Ficas com as avós…

E assim foi, eu não chorei, fiquei em casa a vê-los partir, a acenar-lhes toda contente, porque iam buscar a minha mana ou mano… Sem saber que a minha mãe corria perigo… Nascer aos oito meses há 22 anos atrás era bastante problemático.

Fiquei em casa da minha avó materna. Estava com as minhas primas que passaram a tarde a telefonar para a maternidade à procura de notícias… até que num desses telefonemas disseram que o bebé já tinha nascido e que era um rapaz… A minha avó materna nunca acreditou nisto e passou o resto da tarde a chatear as enfermeiras e a dizer-lhes que era impossível, porque a filha ia dar à luz uma rapariga…

Eu cá não me importei, fui logo a correr ter com o meu pai, que na altura estava a trabalhar, para lhe dizer que já tínhamos um bebé e era um rapaz. O meu pai ficou estático sem se mexer a olhar espantado para mim….

Por volta das 6h30m ligaram da maternidade, tinha nascido e era uma maninha…

Ficamos todos espantados… tanta confusão… afinal, havia na maternidade uma senhora com o mesmo nome de solteira da minha mãe….

Nesse mesmo dia à noite fomos todos visitar a minha mãe e conhecer a minha mana. A minha mãe ainda estava numa maca num corredor à espera de ser levada para o quarto. A minha irmã estava dentro de uma cama enorme, fiquei a saber mais tarde que estava numa incubadora.

A minha irmã, era linda, linda de morrer (era e é) era muito branquinha e não tinha cabelos, o que a tornava num bebé muito cor de rosa….

A minha mãe foi colocada num quarto à parte das outras mães, e a minha irmã nunca esteve ao pé dela, o que a entristecia bastante. Num almoço de mães uma delas sem saber quem era a minha mãe comentou:
“A bebé prematura passou a noite a chorar, as enfermeiras disseram que provavelmente não vai escapar”.
A minha mãe, passou o resto do tempo a chorar, com medo de perder a sua bebé… até que o médico lhe disse que aquilo era uma medida preventiva e que tudo indicava que estava bem…
No quarto da minha mãe, discutiam-se que nomes devimos colocar-lhe, a minha mãe queria os nomes da moda, “Carina”, “Angêla”, “Diana”, a minha avó, dizia que ela tinha nascido no dia da Srª da Luz e mesmo à hora da procissão e portanto devia chamar-se “Maria da Luz”. Acho que o meu pai se sentiu assustado na altura com estes nomes… até que eu sugeri A. P. e o meu pai sorriu, fizemos a votação, eu e o meu pai ganhamos e foi assim que escolhemos o nome.

A nossa infância, correu muito bem. Uma infância normal de duas irmãs que têm 6 anos de diferença… eras muito irrequieta e raramente paravas quieta…

Lembro-me bem, daquele garfo que resolveste espetar-me na cabeça, onde deixas-te os pais de boca aberta sem saberem o que dizer e/ou fazer… E aquele episódio em que brincávamos aos médicos e enquanto eu preparava o boneco para a vacina, resolveste dar-me a vacina a mim… fiquei com a seringa e agulha espetada no rabo… rias-te e eras incapaz de me tirar aquilo…

Sem existirem palavras ou combinações, a cumplicidade entre nós as duas nasceu muito cedo. Sempre nos protegemos mutuamente. Sempre tivemos os nossos segredos. Sempre fomos boas amigas.
E tu maninha, cresceste muito depressa… lembro-me tão bem de seres pequenininha e hoje és uma mulher. E uma grande mulher, de quem eu me orgulho bastante e que eu amo muito.

Um beijo muito grande e um dia muito feliz para ti ….

Até logo.

Ps- havia muito mais para dizer…

3 comentários:

Paty disse...

Ja tinha prometido a mim mesma nao ler mais o teu blog par nao chorar...e olha para mim agora aqui a chorar feita uma maria madalena....Obrigada por tudo maninha:) Gosto muito de ti:)

Anónimo disse...

Ja tinha prometido a mim mesma que naoi ria lero teu blog para nao chorar...e olha pra mim agora aqui a chorar feita maria madalena....sou mesmo duh!!! Obrigada por tudo maninha:) Gosto muito de ti:)

Gi disse...

Muitos parabéns!!! Que passes um dia muito feliz e junto dos que mais gostas. Jocas.