quinta-feira, agosto 11, 2005

Indumentária

A minha profissão permite-me usar aquilo que bem me apetece... se me apetecer ir trabalhar de calças de ganga e tenis vou... no problema.... se quiser ir de corsários desportivos e chinelos, vou... no problema... E geralmente ando assim, mais na desportiva... Passo como que invisível pelos locais que visito, pareco uma miuda... Só quando tenho reuniões é que tenho mais cuidado na indumentária...

Só porque troco as calças de ganga por uma saia, e os ténis por umas sandálias, de repente transformo-me, nem sei bem em quê, mas transformo, porque de repente, quem anda a vender algo na rua, aproxima-se de mim para tentar vender... Ora são os brasileiros do Sapo, ora os romenos que vendem o Borda d'Agua, ora os gajos da CAIS, ora as ciganas dos pensos rápidos...

Passo por eles todos os dias, mas vou de ganga e tenis, não passo de uma miuda,não vale a pena perder tempo em tentar vender, se mudo, e vou mais "có-có", já sou assediada constantemente para comprar alguma coisa...

Porquê?.....

5 comentários:

Xana disse...

Porque sim! :)

Catarina O. disse...

Porque a indumentária é um indicador do poder de compra. E vivemos numa sociedade capitalista....

Também ando sempre com um estilo descontraido mas sinto que isso me "prejudica" em algumas ocasiões imprevistas.

A verdade é que se me visto de forma mais formal pareço logo uma trintona.... (eheheh sim, eu sei que é isso mesmo que sou!)

Eu disse...

Catarina,

não apreces nada... fiquei de boca aberta quando li que já estavas na casa dos 30... estás mt bem conservada

Catarina O. disse...

:) És uma querida!
Pois... mas é verdade...

Sara S disse...

pois... eu também me visto assim, nao sei porque, porque é confortável, porque gosto, porque não me sinto bem de fatos e saltos e etc... até cheguei a ouvir bocas dos meu ex chefe... o tal Eng que falei no post anterior... ou seguinte :) a dizer que tinha de largar a adolescência , acham normal? claro que a minha profissão também me permite vestir o que queria, nao ia toda pipi ou sei lá o que para estar um dia inteiro num computador a programar... claro que ha quem goste e se sinta bem assim.... mas não é muito bem o meu caso.