quarta-feira, agosto 17, 2005

Não consigo perceber

o que passa pela cabeça daquelas pessoas, que vão para um local cheio de fumo com uma criança. E como se não bastasse aquele fumo todo, ainda tem de pegar num cigarro e começar a fumar mesmo em cima da cara das criançinhas.
E continuo sem perceber, aquelas grávidas, que mesmo estado grávidas não deixam o vício do seu cigarro. Custa-me ver que aquela pessoa, só pense no seu vício e não na saúde do ser que carrega dentro de si.

3 comentários:

Xana disse...

Ó minha amiga e tanto havia a dizer sobre isso.

Cris disse...

Eu sou completamente contra o tabaco, mas uma colega de trabalho que fuma quando engravidou o médico disse-lhe que ela tinha de reduzir, mas para não deixar de fumar! Acho que é para a ansiedade não passar para o bébé, lembro-me que era uma coisa assim.

Xana disse...

A questão Cristina, é que quem quer engravidar e fuma, pode deixar de o fazer antes de engravidar. (Desde que seja uma decisão pensada, claro.)