sábado, agosto 20, 2005

É sábado

e está um calor infernal na rua e em casa. E eu, em vez de estar na praia, aqui tão perto, estou aqui sentada em frente a este computador a trabalhar.

Sinto-me cansada, não tenho feito outra coisa nos últimos dias. Chego a casa e tenho de trabalhar, janto e venho trabalhar, ao fim de semana acordo cedo para trabalhar.

Passo o meu suposto tempo livre aqui fechada, nestas 4 paredes a olhar para um monitor a tentar fazer alguma coisa de jeito... por vezes olho a janela, vejo um cabeleireiro, mulheres que entram e saem de cabelo todo arranjado, muitas vezes invejo-as, não sei nada das vidas delas, se tem boas ou más vidas, e trabalham ou dependem do marido, e são felizes... mas por momentos trocaria a minha vida pela delas só para tirar de cima de mim este peso de trabalho que já em nada me dá prazer... apenas dores de cabeça e noites sem dormir, cansaço... Já encontrei a minha única saída, mas a porta teima em abrir-se e eu vou continuando a percorrer este corredor escuro e frio em direcção a minha porta... mas é dificil de alcançar.

4 comentários:

Xana disse...

Pois. Mas só depende de ti...

Um beijinho!

Gi disse...

Tens que te conseguir libertar mais. Ir ao cabeleireiro e fazer coisas fúteis de vez em quando também fazem bem à alma.
PS - cabeleireiro e sábado, ;).

Eu disse...

Obrigado Gi...
já corrigi...

beijocas

Cris disse...

Se já não te está a dar prazer, esquece! Também não é por aí.....foi bom enquanto durou!